11 de novembro de 2017

Rodopio das estrelas

Rodopio das estrelas

Vento faceiro
bate à janela
vem imponente
abre as celas
vento que corta
e arde

vento gelado
vem lá do sul
muito cuidado
num céu azul
vento que crava
a estaca

vento desajeitado
arranca as telhas
rodopio desvairado
mexe com as estrelas
e para

brisa sorri
fecha a janela
a cortina
e a cela.

SBrisa
11/11/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário