25 de novembro de 2017

Alma Pura

Alma pura

Quando o céu sorriu ao horizonte
cruzou o caminho uma estrela
foi bem lá, na curva, ao longe
uma tal de emoção vermelha

Quando o céu sorriu, ao longe

quando o vento parou nos montes
permitiu presença da brisa morna
esquecido ficou no fim o ontem
tristeza morreu, foi embora

quando o vento parou o ontem

quando o mar encrespou a onda
imitou peles arrepiadas, nuas
areia quente fez de mim tua dona
peixes buscaram iscas cruas

quando o mar encrespou 
fez de mim tua dona
e, de ti, minh'alma pura.

SBrisa
25/11/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário