28 de junho de 2017

Parto



Quero parir um arco-íris de versos, com ou sem nexos; da imagem em preto e branco, mulher fêmea, abrir bem as pernas, libertar o poema mais complexo, deste universo em cetim. Encontrar enfim a Poesia, aquela, que foi embora e levou também um tanto de mim...

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog

Visitantes