27 de junho de 2017

Boa noite



Boa noite

Azul marinho
cobriu o céu
surgem estrelas
em meio ao breu
e eu espero
o boa noite
que não vem

o corpo queima
luzes apagadas
lembro de dedos
fico arrepiada
mas desisto
insistir pra quê?
sei o resultado

enquanto relembro
saliva e dentada
procuro o íntimo
quase desvairada
encontro o clímax
nesta pegada
morro mil vezes
no conto de fadas.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário