28 de junho de 2017

Risadas


Risadas

Continue rindo
das mesmas piadas
ria por nada
da vida
dos contos de fadas
ria muito 
de tudo e de nada
continue rindo
das palhaçadas
sinta-se o máximo
com as risadas
seja sempre assim
vazio na jornada.

Dhenova

Bulimia


Bulimia

em espasmos
senti na barriga
inchaço
partes doloridas
e o vômito veio
sem medidas
partindo ao meio
ilusões coloridas

sem sarcasmo
abraço ou briga
cansaço
tanta fadiga
transbordou o recheio
quase desfalecida
encontrei no medo
força pra descida.

Dhenova

Parto



Quero parir um arco-íris de versos, com ou sem nexos; da imagem em preto e branco, mulher fêmea, abrir bem as pernas, libertar o poema mais complexo, deste universo em cetim. Encontrar enfim a Poesia, aquela, que foi embora e levou também um tanto de mim...

Dhenova

27 de junho de 2017

Boa noite



Boa noite

Azul marinho
cobriu o céu
surgem estrelas
em meio ao breu
e eu espero
o boa noite
que não vem

o corpo queima
luzes apagadas
lembro de dedos
fico arrepiada
mas desisto
insistir pra quê?
sei o resultado

enquanto relembro
saliva e dentada
procuro o íntimo
quase desvairada
encontro o clímax
nesta pegada
morro mil vezes
no conto de fadas.

Dhenova

Doeu? Que pena!

Doeu? Que pena!

Que pena a pedrada
tão perto do olho
foi só a madrugada
e alguma cachaça
fazendo alvoroço

Perdão, seu moço
os gases me cansam
ando sem gosto

Moço e a índia potira
abraçados ao leito
com muita harmonia
entre risos e rimas
engendram segredos

subterfúgios em versos
mostram a sina
de quem já foi
grande um dia

Olho no espelho
aguardo o corte
sangue vermelho
jorra à sorte
cuspo mil vezes
no leito de morte

Sinto, seu moço
doeu? Que pena!
foi só um adeus.

Dhenova

25 de junho de 2017

Agora quero gritos



Agora quero gritos
.
Nada de silêncios verdes
agora quero gritos
vermelhos
doídos
novamente o rito
de ser gelo
mas não mito
meu desafio
infinito

Dhenova

20 de junho de 2017

Sem medo


.
Sem medo

Não, não quero
continuar assim
viver com medo
é tão ruim
tanto anseio
coisa sem fim
morrer mil vezes
sempre em mim...

Dhenova