29 de abril de 2017

Grande Senhora


Grande Senhora

olha de cima
mãe natureza
some seu riso
sombrio semblante
dor que aflige
peito que arde
calor e fumaça
sofre em silêncio
senhora da mata

terra poderosa
brota magia
alívio das dores
ares de melancolia
vazio que preenche
almas e guias
canta mistérios
ergue-se etérea
senhora do dia

orienta anjos
grãos de lealdade
expõe segredos
calculada verdade
assim, ela vem
dama da estrada
traz o açoite
desenha a jornada
senhora da noite

sua é a palavra.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog