29 de abril de 2017

Chá de Melissa


Chá de Melissa

Ainda vivo
o condenado
alçou sem rumo
outra pedrada
menino levado
nem se incomoda
pássaro coitado
estremece e chora
moça sensível
para e conforta
espera a energia
ir toda embora

volta pra casa
mocinha triste
xícara rasa
lágrimas escassas
chá de Melissa
ou água rosada
íntimo grita
mas a vida 
o cala.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog