30 de setembro de 2016

Com a Primavera...

"Mas era Primavera", escreveu Clarice Lispector no início do conto O Búfalo, o conectivo de adversidade abrindo o palco para a tragédia que aconteceria naquele zoológico, num dia bonito. Também eu venho falar de Primavera, sem 'mas'... apenas esta Primavera que chegou aos Pampas, que trouxe luz aos pastos, com um Sol inesquecível brindando tudo com seu riso. Primavera que aliviou dores, que no seu pólen aconchegou aceso tanto alvoroço; também no vento forte, a limpeza necessária dos dias nublados... num céu cada momento mais claro. Ah, Primavera, que com seu abraço acarinhou os açoites, e em tudo brotou flores... presenteou-me com Poesia em cada toque e hoje me sinto forte. A vida que havia perdido, num universo de ilusões, pulsa em meu peito, agora respiro...
Clarice também escreveu "Porque ela acreditava em anjos, eles existiam"... sim, ela tinha razão, quando a gente escreve a letra e vem junto a melodia pode-se ter certeza a existência fica em harmonia.
Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário