3 de maio de 2016

Quando já é tarde...

Quando já é tarde

Quando não é tarde
a gente implica
faz beiço, grita
atiça, ateia, arde
o fogo de chão
ilumina o combate
não aceita "não"
tampouco empate
estar de mão e mão
desafia o caráter
quando não é tarde...

quando não é tarde
move-se o Peão
o sorriso surge
na contramão
e será a Torre
mais vil ilusão
movimento livre
real emoção
sem cheque-mate
só solidão
quando não é tarde...

quando é tarde
a gente não sofre
não se desespera
deixa tudo à sorte
não acredita em novela
ou algo que passe
puta ou donzela
na sessão da tarde
não vale o massacre
a indisposição
quando já é tarde.

Dhenova
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog