27 de maio de 2016

Fim de Cena



Fim de Cena


Iluminei cada canto do quarto
à luz de velas
espantei o mal amado
da cela
busquei alívio no ato
sem mazelas
enumerei os fatos
sem esperas
percebi o teatro
encerrei a novela.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário