26 de novembro de 2015

Assim, com carinho


Assim, com carinho

era o que precisava
a mão em minha face
olhos rasos d'água
num gesto tão doce
mostram compaixão
e certa bondade
aliviam a dor
que vem da idade

era o que queria
do coração ferido
a infinita cura
sem nenhum castigo
que me vejas crua
e não faça sentido
essa conversa dura
não vale o rito

era o que almejava
o sonho em azul
afinal na bagagem
um bilhete de luz
há tanto cansaço
em ser só ninguém

por isso, assim
com carinho
deixa eu ser
só alguém
no teu caminho.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog