6 de outubro de 2015

Um lance

Um lance

foi assim
chorei rios
lagoas e mares
sofri no frio
padeci nos ares
e esperei paciente
tentei com coragem

ah, carga pesada
largar tudo
na estrada
não pude conceber

fui tão mesquinha
barco à deriva
não se mantém n'água
de tudo, restou nada
e o 'eu te amo'
mudou de nome outra vez
não há o que esconder

mas escutei a voz
e ela dizia obrigado
ao fundo, a trilha sonora
trazia lágrimas aos olhos
a palavra solta no quarto

resgatá-la não foi erro
apenas verdade
hoje sei que tolos medos
conviverão sem maldade
e os anseios serão liláses

A hora é de subir um lance
ir sem deixar saudade.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário