19 de agosto de 2015

Fechadura


Fechadura

Respiro fundo
mãos suadas
unhas apertam-se às palmas
nariz na madeira fria

tomo coragem 
e abro a porta
deixo entrar o ar
quente e molhado

abro a porta
e num lapso
encontro à rua

deixo a chave
na fechadura
por dentro

marcados os passos
na avenida
da vida.

Respiro fundo
na avenida
da vida.

Dhenova
17/7/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário