31 de julho de 2015

De querer...


De querer...

quero sentir tua respiração
na minha testa
ver plena a condução
dançar nesta festa

quero morder tua boca
passar a língua nos lábios
só então ficar louca
com a invasão dos espaços

quero falar baixinho
'vem, assim, de leve'
delirar com teu carinho
desfazer os 'até breves'

quero ouvir tuas entranhas
carne vermelha servida
praticar minhas manhas
sem me sentir perdida

quero romper com a solidão
deitar e dormir em teu peito
saber a letra da canção
dividir o mesmo leito

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário