24 de julho de 2015

Calado

Calado

As letras emudeceram
e foram apagadas
permaneceram as folhas
todavia, manchadas
alguma borrachas
apagam é nada...

então, certos versos
beliscaram a pele sem viço
arderam-lhe a face as lágrimas
de vermelho ao rosa antigo
desinfetados foram os carmas

e o Poeta chorou as últimas letras
sobre um poema que cala.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário