4 de junho de 2015

Rito

Rito

é madrugada
levanto da cama
num sobressalto
já era a hora
é noite escura
quando meus olhos
procuram o além

saio apressada
com as mesmas vestes
encontro a trilha
que desaparece
dentro da mata

e depois de algum tempo
surge o círculo de pedras...

cabelos soltos e longos
movem-se ao sabor da brisa
o clima é seco e frio
mas nada impede a profecia

junto a lenha
que será queimada
faço um monte
bem em frente
do seixo mais longo

pequeno fio de fumaça
encontra a neblina
e assim se faz a magia

enquanto isso, eu danço nua
ao redor da fogueira
lá no céu ainda brilha
a luz da lua cheia.

Dhênova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog