1 de junho de 2015

Andei

Andei

Andei pela areia
fervente
como andarilha
febril
mas contente...

na raiz da árvore
o pedágio não é caro
a gente fica feliz
brilho nos olhos
pés ao alto
tela viva, sem gris

tomei aguardente
fiquei por ali
cuspi a semente
da ameixa que não comi

e fui dormir.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário