2 de setembro de 2014

Cansaço


Cansaço

Cansei dos velhos ritos
das rusgas, artifícios
cansei das mesmas cenas
e dos crassos, tantos vícios

Cansei da mais lúdica briga
quero paz na espinhosa trilha
cansei de ser a grande chata
preciso, sim, é ser amada

Cansei das eternas estrofes
voltando aos mesmos temas
cansei dos feios clichês
não cabem mais num poema

Cansei da infame ladainha
quero pensamentos perfumados
amor impresso na folhinha
coração livre, encantado.

Dhenova

2 comentários:

  1. Prezada Andrea Iunes eu não conhecia seu blog de poesias e me ressinto de ter perdido suas "pérolas" há tanto presentes na web. Esta poesia Cansaço simplesmente é linda, comovente e profunda. Indica o retrato real de uma genuína poetisa que põe no poema, na poesia parte de sua essência grandiosa. Parabéns! E como somos amigos no G+, eu gostaria de convidá-la para conhecer a ESTAÇÃO DA POESIA, Canal do You Tube onde posto vídeos nos quais abordo temas diversos e leio uma poesia de minha autoria relativa ao assunto para compartilhar momentos de entretenimento, reflexão (e um pouco de humor). Visite e assine o meu Canal ESTAÇÃO DA POESIA no You Tube.
    Robert Thomaz
    https://www.youtube.com/user/estacaodapoesia/

    ResponderExcluir
  2. Grata, Robert Thomaz, já estou inscrita no seu canal. Agradeço a visita e tão gentis comentários. Que a nossa amizade alcance outros espaços.

    Grande abraço

    ResponderExcluir