Faço versos com o vento, areia do deserto; minha densidade eu mesma aguento, não sou sexo frágil; imaturidade não concebo, indiscutível é o intento, todavia, quando a maré é alta, o poema sai aos avessos, meio sem forma, mas no conteúdo, ah, ele arrasa e não deforma.

9 de outubro de 2013

Abraçadas




















Abraçadas

A menina e a mãe
tão parecidas
gestos suaves
de mãos dadas
tão descomplicada
torna-se a vida

A menina e a mãe
compartilham sonhos
buscam o que é real
sem segredos, ou danos
sentimento ideal
livre de enganos

A menina e a mãe
num grande abraço
com muita emoção
deixam seu recado
a menina, a mãe
e o seus legados.

Dhenova

4 comentários: