23 de outubro de 2013

A Dança das Palavras

A Dança das Palavras

Vieram dançando as palavras
em espirais verdes-azulados
tolas, foram caindo aos poucos
nas folhas brancas do diário

Vez por outra, tão sem motivo
adentravam no universo absurdo
as retas amarelas, criativas
desenhadas nas linhas tortas

O poeta observava tranquilo
as ideias ali registradas
percebia a poesia nada forjada

com a suavidade da letra cursiva
o poema benfazejo à inspiração
escrevia-se intenso em meio a isso.

Dhenova
10/8/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog