26 de maio de 2013

Espera

(imagem retirada da internet)

Espera


Quero a mão aberta
subida livre ao íntimo
em total descoberta
alcançarmos o cimo

Quero a língua áspera
em cada reentrância
aguentar a espera
e toda esta ânsia

Quero na boca o salgado
gosto ocre de pele
quero ver-te curvado
por um momento breve

Quero o choque de pernas
roçar de nossos corpos
numa luta eterna
entre a dor e o gozo.


Dhenova
26/05/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog