12 de janeiro de 2013

As últimas portas do corredor...

As últimas portas do corredor...

E as portas foram trancadas
deixados lá fora
sentimentos todos, 
ressentimentos
mágoas, rancores, lamentos
ah, aquelas portas, seladas agora

e as portas foram pintadas
simples jardim florido
enfeitado de vermelhas rosas
no meio, fonte com o cúpido
e flores do campo desenhadas com sol

ainda que o limo cubrisse o cimento
havia insetos verdes que invadiam tudo
para celebrar o canto do rouxinol
e saber da despedida do mal

e as portas foram refeitas
nos motivos infantis e coloridos
distribuída a esmo
em cada parte entalhadas
as muitas e tantas risadas

tudo num universo definido.

Enquanto lá fora, havia outro mundo
fecharam-se as últimas portas do corredor.

Dhenova




Nenhum comentário:

Postar um comentário