Faço versos com o vento, areia do deserto; minha densidade eu mesma aguento, não sou sexo frágil; imaturidade não concebo, indiscutível é o intento, todavia, quando a maré é alta, o poema sai aos avessos, meio sem forma, mas no conteúdo, ah, ele arrasa e não deforma.

1 de janeiro de 2013

Apesar do amanhecer cinzento

Apesar do amanhecer cinzento

hoje acordei cantando
notas suaves e doces
procurei novas texturas
descobri outro encanto
numa imagem sólida e dura
fiz do mal quebranto

hoje acordei cantando
música de tons mais graves
já não encontrei o pranto
imortalizei meus pares
desenhei na areia da praia
dois corações e um corte
solidão em dias e noites

e ainda assim...

hoje acordei cantando
a letra menos conhecida
que leve foi chegando
que me fez menos sofrida
que me abriu o peito
e me encheu de vida.

Dhenova
01/01/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário