30 de dezembro de 2012

Plágio


PLÁGIO

Vem e me copia
Vem e me ataca
me joga na rua
implacável criatura
larápio infeliz
recorta-me os versos
deixa-me despida
me tortura, me intimida
me pega e me risca
Vem e me rouba a marca
arranca minha pele
me deixa abalada
invade minha alma
me mata a facadas
extirpa minha história
e ainda leva a glória.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário