30 de dezembro de 2012

Momento Oportuno


MOMENTO OPORTUNO

No jardim de grama verde
era um dia de sol fremente
A mulher sentada na pedra
dizia a si mesma:
"tanta incoerência"
e sacudia a cabeça...

Bem perto,
o homem ouvia
o canto dos anjos
O homem sentia
o perfume das flores
O homem via
a cascata de cabelos vermelhos
e esperava satisfeito...

(Sentir na palma da mão
o coração que bate - arde - canção)

O vento surgiu de repente
revirou as vestes da mulher
Num movimento torto da seda
escondeu o rosto do homem ditoso

Foi na queda do véu
o momento oportuno
de olhos e olhos
de beijo e de boca
com gosto de mundo.

Dhenova - abril/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário