.

Da fêmea que sou, ah, eu sei...

19 de novembro de 2012

Madrugadas


MADRUGADAS

M arque e remarque as suas divisas
A mplie a sua audição
D eixe que o ar entre pela janela
R espire fundo, relaxe, esqueça...
U m dia calmo, em harmonia
G arantirá a paz devida.
A manhecerá daqui a pouco
D ia novo, novo dia
A bra a janela, respire o ar, esqueça...
S inta a existência.

Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog