.

Da fêmea que sou, ah, eu sei...

14 de setembro de 2012

O voo do menino


O voo do menino

Ah, aquele menino
buscou no tempo
um novo ânimo
procurou no espaço
outro plano
divagou pela vida
seguindo a trilha
encontrou a ferida
no peito aberto
vasculhou o armário
e foi descoberto

Ah, aquele menino
correu tanto e tanto
perseguiu estrelas
viu diamantes
contou até cometas
pobre menino
voou e voou
quando pousou
distante do lugar certo
viu diante de si
um novo dilema
possuía asas
mas perdera suas penas
e agora?
Continuar o voo
ou inventar um poema?


Dhenova

* Intertextualidade com 'Menino', de Danniel Valente, na comunidade do orkut "Inspiraturas".

2 comentários:

  1. Show! Parece que foi feito sob medida para mim...rsrs Menino de trinta e poucos anos que, quando não voa, escreve...sempre.

    Bjos n'alma.

    ResponderExcluir
  2. rsrs... ainda bem, meu amigo, ainda bem!

    Que o menino que existe em ti nunca deixe de preencher nossas almas, tua escrita provoca isto.
    obrigada

    grande beijo

    ResponderExcluir

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog