6 de agosto de 2012

Aqui dentro e lá fora...


Aqui dentro e lá fora

lá fora,
no céu azul escuro
tristeza espelha
sem demora
mostra a estrela
sem brilho
e as luzes já mortas

aqui dentro,
esbarro na mesa
o anel se debate
dá duas piruetas
cai e segue o baile
rola pelo quarto
escorrega da escada
vai parar no chão da sala
faz da trilha um sinal
vermelho inebriante
e tudo se faz cansaço
num instante...

lá fora,
no céu
anil estrelado
está escrito
em nanquim prata,
desenhado a mão livre
que a loucura que sinto
morre comigo

ao lado, há poesia
num véu de fumaça
no entanto, consciência
mata a esperança
e o amor perdido
será guardado
como um tesouro
relicário de alegria
no canto do peito
até a próxima vida.


Dhenova

2 comentários:

  1. "e o amor perdido
    será guardado
    como um tesouro
    relicário de alegria
    no canto do peito
    até a próxima vida.

    Muito lindo isso, Dhe!! Adoro quando você escreve pra dentro.

    Bjos

    PAZ e LUZ

    ResponderExcluir
  2. Grata demais, poetisa que tanto admiro. Feliz que gostes. beijo de carinho.

    ResponderExcluir

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog

Visitantes