.

Da fêmea que sou, ah, eu sei...

13 de julho de 2012

Por onde andei...


Por onde andei...

bem certo não sei
flutuei por mares bravios
inspirei a maresia
mesmo de barriga vazia
revolvi lama em beira de rio
só pra fazer companhia
a gente carente, infeliz

bem certo não sei
caminhei pela praia
em silêncio, senti a onda
apagava pegadas
enfrentava meus medos
trazia outras águas
já sem receios

bem certo não sei
voei alto demais
vento cortando a face
senti-me capaz
ousada e ainda mais
firme e tenaz
rocha sólida na base

bem certo não sei
mas por onde andei
as palavras não eram aflitas
nem tampouco cativas
de sentires, quereres
imposições, segredos
destes degredos humanos

bem certo não sei
mas as letras não eram rosas
nem também tão pretas
faziam a mescla violeta
e azul marinho
ah, tontas letras
me guiaram ao ninho...

bem certo não sei
mas que andei, andei.


Dhenova

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog