.

Da fêmea que sou, ah, eu sei...

12 de julho de 2010

Era uma vez...

Era uma vez
um passarinho
que cantava
cantava para Aurora
nas primeiras horas

Um dia
doce passarinho
perdeu-se da hora
e da bela Aurora
ao sair do ninho
a musa havia ido embora

Neste dia,
o passarinho entristeceu, pobrezinho
não cantou o dia inteiro
nem à noite estrelada
nem ao amanhecer...

infeliz passarinho sem ninho.

Dhenova - maio/2009

Um comentário:

Quem me acompanha...

Pesquisar este blog